Equipe de Biden nega que vai acatar flexibilização de viagens para os EUA anunciada por Trump

(Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

WASHINGTON – A equipe do presidente eleito, Joe Biden, negou que vai acatar a decisão do atual mandatário Donald Trump de suspender a proibição da entrada de viajantes procedentes de grande parte da Europa e do Brasil a partir de 26 de janeiro, seis dias depois da posse do democrata.

Momentos depois de a Casa Branca publicar a ordem nesta segunda-feira, 18, a porta-voz do novo governo, Jen Psaki, disse que a nova gestão não levará adiante a reabertura. “Com a pandemia piorando, e mais variantes contagiosas emergindo ao redor do mundo, não é hora de cancelar restrições às viagens internacionais”, escreveu.

“Na verdade, planejamos apertar as medidas de saúde pública sobre viagens internacionais para mitigar a transmissão da Covid-19”, completou Psaki.