Promotoria da Flórida pede arquivamento de processo contra Jean

Mulher de Jean relatou agressões nas redes sociais

ORLANDO – A promotoria da Flórida  solicitou à Justiça norte-americana o arquivamento da denúncia de violência doméstica contra o goleiro Jean.

“A partir da investigação realizada, é da opinião de quem subscreve que este caso não é adequado para o julgamento”, afirma a assistente da promotoria Sarah Marie Castro, em documento de 21 de janeiro.

Violência Doméstica

Em 18 de dezembro, o ex-jogador do São Paulo e hoje no Atlético Goianiense, foi detido em Orlando pela acusação de ter agredido a sua esposa, Milena Bemfica, durante uma viagem de férias.

O caso de agressão se tornou público quando Milena publicou vídeos nas redes sociais. A mulher do jogador denunciou o marido por agressão e mostrava nas imagens que estava com o rosto inchado e com hematomas.

O goleiro ficou apenas um dia preso, sendo liberado sem o pagamento de fiança. E, segundo o Boletim de Ocorrência, Jean agrediu Milena com oito socos. Além disso, o documento também relata que a mulher se defendeu com uma chapinha de cabelo e feriu o goleiro com o objeto, em ato de legítima defesa.

Em 9 de janeiro, o São Paulo suspendeu o contrato de Jean. Posteriormente, no dia 13, o Atlético-GO acertou a contratação do goleiro, em acordo por empréstimo até o final da temporada. Ele possui contrato até o fim de 2022 com o clube do Morumbi.