Papa critica nepotismo em governos porque levam à corrupção

(Foto: Getty Images)
CIDADE DO VATICANO – O papa Francisco criticou o nepotismo em governos civis durante o Angelus deste domingo, 28, e alertou que a prática pode levar à corrupção.

 

“Os laços de parentesco, se são colocados em primeiro lugar, podem desviar do verdadeiro bem. Vejamos: algumas corrupções nos governos ocorrem porque o amor aos parentes é maior do que o amor à pátria e assim colocam nos cargos os parentes”, disse aos fiéis.

Durante o discurso, o Pontífice ainda pediu que a Organização das Nações Unidas (ONU) e a União Europeia se empenhem para encontrar uma solução pacífica para a guerra na Síria. No próximo dia 30, as entidades internacionais e entes locais vão se reunir para debater o tema.

“Rezemos para este importante encontro para que possa melhorar a dramática situação do povo sírio e dos povos vizinhos, em particular no Líbano, no contexto da grave crise sócio-política-econômica que a pandemia [do novo coronavírus] tornou ainda mais difícil. Pensem que há crianças com fome que não tem o que comer. Por favor, que os dirigentes sejam capazes de fazer a paz”, afirmou ainda.
Francisco ainda lembrou de outra crise humanitária, que ocorre no Iêmen e pediu orações aos fiéis, “especialmente para as crianças, que sofrem com uma gravíssima” situação.

Na MANCHETE USA, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por US$12.99 por um semestre de nossos boletins exclusivos.