Notícias

Negacionista do massacre de Sandy Hook deve pagar US$ 4,1 milhões em indenização

Notícias
Negacionista do massacre de Sandy Hook deve pagar US$ 4,1 milhões em indenização

HOUSTON - Um tribunal do Texas decidiu, nesta quinta-feira, 4, que o teórico da conspiração de extrema direita Alex Jones deverá pagar US$ 4,1 milhões em indenização aos pais de um menino que morreu no massacre na escola de ensino fundamental Sandy Hook, em 2012.

O júri deliberou durante um dia antes de decidir a quantia indenizatória que Jones deveria pagar por afirmar falsamente que o massacre em Sandy Hook foi uma "farsa".

Jones, de 48 anos, alegou por anos em seu programa de rádio que o massacre de Sandy Hook foi uma "encenação" dos ativistas em prol do controle de armas e que os pais eram "atores de crise". Porém, desde então, mudou de posição e reconheceu que o ocorrido foi "100% real".

Alex Jones, fundador do site InfoWars e apresentador de um popular programa de rádio, foi declarado responsável em diversos processos por difamação apresentados pelos pais das vítimas do atirador que matou 20 crianças e seis professores na cidade de Newtown, Connecticut, em 2012.

Após decidirem sobre os US$ 4,1 milhões de indenização por causar angústia emocional, os jurados de Austin, Texas, ouvirão agora as evidências sobre possíveis danos punitivos.

A indenização estipulada hoje é muito inferior aos US$ 150 milhões pedidos pelos demandantes, Neil Heslin e Scarlett Lewis, pais de Jesse, um menino de seis anos que morreu no massacre em Sandy Hook.

Mais cedo, a juíza Maya Guerra Gamble havia rejeitado um pedido de anulação do julgamento de Jones com base no fato de seus advogados terem entregado por erro seus registros telefônicos à equipe legal da parte contrária.

"Não creio que seja um julgamento passível de anulação com base nisso", disse a magistrada em uma audiência convocada para discutir a divulgação inadvertida do material.

(Com AFP)

Outras Notícias