Não há planos para cancelar voos do Brasil para os EUA, diz embaixador

Todd Chapman, embaixador dos EUA no Brasil (Foto: Departamento de Estado EUA/Divulgação)
BRASÍLIA – O embaixador norte-americano no Brasil, Todd Chapman, afirmou nesta quinta-feira, 21,  que não há previsão de cancelar voos do país para os Estados Unidos. Ele garante que os países respeitando as medidas adotadas desde o início da crise do novo coronavírus, que restringe o número de viagens aéreas para várias partes do globo.

“Estamos sempre analisando isso como forma de proteção não só aos EUA, mas também para o Brasil. Por ora, continuam os voos. É uma realidade que já tem impacto em muitos países, mas sempre será uma análise que faremos juntos com o governo do Brasil”, enfatizou.

Chapman observou que eram 13 voos do Brasil para os EUA, mas por conta da pandemia, atualmente são nove.

O embaixador ressaltou ainda que a ajuda do governo norte-americano ao Brasil no combate à pandemia de Covid-19 está chegando em dinheiro, sendo R$ 17 milhões para a Fiocruz e o Ministério da Saúde, além de “mais ou menos” R$ 14 milhões que serão enviados a pessoas em situação de vulnerabilidade, especialmente da região amazônica. “Estamos muito felizes em podermos oferecer essas doações”.

Conforme ele, os EUA e as instituições de lá estão mantendo parcerias também na parte da ciência, no sentido de avanço de vacina para o combate à doença. “Temos uma parceria décadas. O compartilhamento de informações é muito importante.”

A fala do embaixador acontece após o discurso dos líderes dos EUA cogitarem por várias vezes nas últimas semanas a suspensão dos voos brasileiros.

“Não quero que as pessoas venham aqui e infectem o nosso povo. Também não quero pessoas doentes lá. Estamos ajudando o Brasil com respiradores … O Brasil está com alguns problemas, sem dúvida”, disse o presidente Donald Trump a repórteres na terça-feira.

No dia seguinte, o vice, Mike Pence, reforçou o discurso durante a visita à Flórida, estado que reconhece o Brasil como um dos principais parceiros comerciais. “Observamos com muito cuidado o que está acontecendo na América do Sul, incluindo o Brasil, e vimos nos últimos dias um aumento significativo nos casos”, disse Pence ao lado do governador, Ron DeSantis.

*Todos os direitos autorais reservados. Para reproduzir essa matéria é obrigatório citar a fonte e incluir um link para o Portal Manchete USA.
Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar o Boletim Manchete USA e receba mais conteúdos.