Morre ex-técnico Vadão, que comandou seleção feminina de futebol em Copa e Olimpíada

RIO DE JANEIRO – O ex-técnico da seleção brasileira feminina de futebol Oswaldo Alvarez, o Vadão, morreu nesta segunda-feira, 26, aos 63 anos, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Vadão estava internado em São Paulo para tratar um câncer no fígado.

Ele treinou a seleção feminina do Brasil no Mundial da França em 2019 e Olimpíada de 2016 no Roo de Janeiro. O treinador também liderou a equipe na conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em julho de 2015.

Ao longo da carreira, Vadão também dirigiu times masculinos, como Atlhetico, Corinthians, Guarani e São Paulo, além do Tokyo Verdy, do Japão.

A CBF decretou luto pela morte de Vadão. “Em sinal de luto, a CBF decretou a colocação de bandeiras a meio mastro em sua sede, como manifestação de respeito e admiração pelo legado que ele deixa ao futebol”, informou.

Na MANCHETE USA, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por US$12.99 por um semestre de nossos boletins exclusivos.