Brasileiro pega 30 dias de prisão por agressão contra a namorada

ATUALIZADA EM 11/11/20  3:26pm

TAMPA – O estudante mineiro Erick Bretz deve ficar 30 dias numa prisão na Flórida por agressão contra a então namorada Melissa Gentz em 2018. A sentença saiu no mês passado e foi divulgada nesta segunda-feira, 9, pela vítima, dias após ele ter sido detido por agredir outra mulher. A pena foi considerada pequena por líderes comunitárias brasileiras.

Melissa agradeceu o apoio de seguidores e usou as redes sociais para agradecer. “Posso dizer que isso foi uma grande vitória pra mim. Apesar de ele não ter confessado o crime, ele fez uma declaração de não contestação. Com isso, o juiz decidiu que ele é sim responsável por ter cometido um crime, que no caso foi de estrangulamento”, disse a vítima no Instagram.

“Ao mesmo tempo em que consegui vencer esta primeira batalha, sei que ele só ficará preso por 30 dias aqui nos Estados Unidos. No momento, é provável que ele seja deportado pela imigração. Assim, fica complicado eu conseguir seguir em frente com o processo na Flórida. Apesar de ser bom pra os americanos não manter ele aqui, me preocupo com a liberdade dele no Brasil. Tenho certeza que se ele voltar ao Brasil, daqui a pouco ficaremos sabendo sobre uma terceira vítima. Estou tentando fazer minha parte para mostrar o quão perigoso o Erick é”, alertou a estudante.

“Eu quis expor meu sofrimento porque não quero ver ninguém passando por isso. Os sinais de um relacionamento abusivo são muito claros uma vez que você entende melhor sobre o assunto. É essencial se educar sobre este tema. Pretendo seguir em frente, compartilhar o que aprendi, e focar em educar as pessoas sobre relacionamentos saudáveis e amor próprio”, explicou.

Melissa vive nos Estados Unidos há cinco anos e confirmou que Bretz se recusou em Corte a responder às perguntas sobre a agressão. O estudante de 27 anos disse que recebeu a orientação com base na constituição norte-americana que garante ao acusado o direito de permanecer calado.

RELEMBRE O CASO

Melissa e Erick se conheceram em Belo Horizonte e começaram o namoro quando ela já morava nos Estados Unidos. Em setembro de 2018, menos de três meses depois do início do relacionamento, Melissa apareceu com diversos hematomas.

Em entrevista ao Portal MANCHETE USA em 2018, ela confirmou ter sido agredida na casa de Erick em Tampa, na Flórida, e disse que não tinha sido a primeira vez. Na época, a estudante chegou a gravar áudios de brigas com o namorado.

Em setembro deste ano, outro caso de agressão foi registrado na Flórida contra Erick Bretz. Ele chegou a ser preso, mas foi solto um dia depois. A vítima era outra jovem que decidiu não dar andamento à denúncia.

Na época, a mãe do suspeito confirmou a prisão e, quando procurada, disse que o caso havia sido uma “briguinha boba de namorados”.