Miami fecha restaurantes e academias diante de alta de casos de coronavírus

MIAMI – O Condado de Miami-Dade anunciou nesta segunda-feira, 6, que vai retroceder no plano de reabertura econômica e fechar restaurantes e academias a partir desta quarta-feira diante dos números recordes de coronavírus na Flórida.

O decreto emergencial foi editado pelo prefeito Carlos Gimenez, principal autoridade do condado que inclui a cidade de Miami e áreas próximas, e que tem cerca de 48 mil casos de Covid-19 entre seus 2,8 milhões de moradores.

Segundo Gimenez, os restaurantes voltam ao estágio de servir apenas por sistema de entrega. Os salões de festa, academias e casas de veraneio estão suspenos a partir do dia 8 de julho.

Atividades ao ar livre – como piscinas, praias e parques – e creches permanecem abertos desde que cumpram as medidas de distanciamento social e o uso de máscaras.

A medida atingiu em cheio os donos de restaurantes, que recentemente voltaram ao trabalho após o fechamento obrigatório que durou semanas ser suspenso, deixando-os frustrados e ainda mais preocupados com a sobrevivência de seus negócios.

Michael Beltran, um chef e sócio no Ariete Hospitality Group, que é proprietário de uma série de outros restaurantes populares de Miami, incluindo o Taurus, tinha dificuldades de aceitar que teria de dizer a seus 80 funcionários — muitos dos quais fora recontratados para a reabertura — que eles ficariam desempregados novamente.

“Pelo que me disseram, eu fiz as coisas certas para reabrir, e agora estamos nesse ponto”, disse Beltran.

O Condado de Miami-Dade – que está na fase 1 de reabertura econômica, uma atrás do resto do Estado – fechou as praias durante o fim de semanda para evitar aglomerações durante o feriado da Independência dos Estados Unidos e reabrem nesta terça-feira (7). “Mas se as pessoas não seguirem as recomendações de saúde pública, vou ter que fechá-las novamente”, avisou Gimenez.

Durante fim de semana do feriado de 4 de Julho, a Secretaria Estadual de Saúde  registrou quase 22 mil diagnósticos de Covid-19. No total,  206.477 pessoas foram contaminadas desde o início da pandemia em março, 2.778 morreram.

*Todos os direitos autorais reservados. Para reproduzir essa matéria é obrigatório citar a fonte e incluir um link para o Portal Manchete USA.

Na MANCHETE USA, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por US$12.99 por um semestre de nossos boletins exclusivos.