Larry King, lenda da televisão americana, morre aos 87 anos

Larry é diabético e enfrentou um câncer no pulmão há poucos anos

LOS ANGELES – A TV americana hoje chorou. O apresentador de TV Larry King morreu neste sábado, 23, aos 87 anos. Ele comandava um tradicional programa de entrevistas na CNN há mais de duas décadas.

“É com profundo pesar que a Ora Media anuncia a morte de nosso co-fundador, apresentador e amigo Larry King, que morreu nesta manhã aos 87 anos no Centro Médico Cedros Sinai de Los Angeles”, diz um comunicado publicado em seu perfil oficial no Twitter.

Brasileiros nos Estados Unidos lamentaram a morte nas redes sociais. O produtor Carlos Borges, responsável pelo Focus Brasil, se referiu a King ‘como uma lenda que nos deixa’. Já o organizador do Brazilian Day de Orlando, Paulo Correa, lembrou de sua chegada ao país. “Desde que cheguei aos Estados Unidos sempre assisti e apreciei o programa de Larry King. Ele era uma grife da TV americana”, disse.

O apresentador estava internado desde o início do mês por conta de complicações do coronavírus. Ele tinha diabetes do tipo 2, um dos fatores de risco para a Covid-19, e retirou um câncer de pulmão em 2017.