Genro de Trump insinua que negros norte-americanos precisam “querer” ter sucesso

Jared Kushner em imagem de arquivo

WASHINGTON – Jared Kushner, um dos principais assessores da Casa Branca, criticou atletas e outras personalidades que protestam contra o racismo nos Estados Unidos nas redes sociais e em quadras de basquete e insinuou que as pessoas negras precisam querer ter sucesso para que as políticas mudem.

Em comentários televisionados que renderam críticas do Partido Democrata, Kushner, genro do presidente dos EUA, o republicano Donald Trump, falou sobre o “Plano Platina” do governo para criar empregos e oportunidades para os negros norte-americanos se for reeleito no mês que vem.

“Então vejam, tem havido muita discussão sobre as questões que foram necessárias na comunidade negra nos últimos anos, mas particularmente isso se intensificou desde a situação de George Floyd”, disse ele no programa Fox & Friends.

Floyd, um homem negro de 46 anos, foi morto por um policial branco que se ajoelhou sobre seu pescoço durante quase 9 minutos em maio, o que desencadeou protestos generalizados contra a desigualdade racial e a brutalidade policial organizados pelo Black Lives Matter e outros grupos.

“E, sabem, vimos muitas pessoas que estavam só posando de boazinhas. Elas iam no Instagram chorar ou colocavam um slogan na camisa ou escreviam algo em uma quadra de basquete. E muito sinceramente, isso estava fazendo mais para polarizar o país do que para mobilizar as pessoas”, disse Kushner.

“As políticas do presidente Trump são as políticas que podem ajudar as pessoas a se livrar dos problemas de que estão se queixando, mas ele não pode ajudá-las a ter sucesso mais do que elas querem ter sucesso”, disse Kushner.

Na MANCHETE USA, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por US$12.99 por um semestre de nossos boletins exclusivos.