Flórida e Texas são os novos epicentros de pandemia nos EUA

TALLAHASSEE – Os Estados da Flórida e do Texas se tornaram os novos epicentros da pandemia do coronavírus nos Estados Unidos nesta sexta-feira, 19, com números recordes registrados em 24 horas.

A Flórida lidera as estatísticas negativas após o anúncio de mais 3.822 diagnósticos de Covid-19 na manhã desta sexta-feira, 19. No total, o Estado soma 89.748 casos da doença.

No Texas, o último levantamento, divulgado na quarta-feira, aponta 846 casos de coronavírus.

A situação também é crítica no Arizona e na Lousiana.

Segundo dados da universidade norte-americana Johns Hopkins, os Estados Unidos possuem pouco mais de 2,1 milhões de casos confirmados do novo coronavírus, além de quase 119 mil mortes.

Máscaras 

Autoridades locais pressionam os governadores a emitir ordens executivas para obrigar os residentes a usar máscaras, medida para inibir a propagação da doença durante o processo de reabertura econômica.

Mas os governadores não concordam.

No Texas, dezenas de prefeitos mandaram uma carta para o governador Greg Abbott implementar a proteção. Mas o republicano apenas recomenda o uso da proteção e afirma que que ações punitivas “não são eficazes” neste caso.

Já na Flórida as autoridades municipais têm liberdade de agir sobre o assunto.

O Florida Keys, no extremo sul do Estado, ordenou o uso de máscaras e punirá aqueles que não cumprirem a medida com multas de US$ 500.

Já o Condado de Osceola obriga cobrir o rosto em locais públicos desde abril. Mas as penalidades, que incluiam até 60 dias de prisão, foram extintas.

No Condado de Orange, que abriga a cidade de Orlando, o uso obrigatório da máscara passa a valer a meia noite deste sábado (20). Entretanto, descumprir a ordem executiva emitida ontem também não resulta em penalidade.