Corte federal de Boston condena brasileiro por tráfico

BOSTON – A Corte Federal de Boston condenou mais um brasileiro integrante do Primeiro Comando de Massachusetts por roubo, distribuição de drogas e tráfico de armas a quatro anos de prisão. Álvaro dos Santos Melo já está em regime fechado há 24 meses.

A sentença do homem de 24 anos, de Everett, na quinta-feira (6)  foi dada pela juíza Patti B. Saris.

Ele foi detido em abril de 2019 após ser indiciado, junto com outros 13 brasileiros,  como membro do grupo criminoso responsável por tráfico de armas e drogas, assaltos e sequestros no Estado.

No Brasil, Melo já havia sido setenciado pela justiça mineira em agosto de 2016 a seis anos e quatro meses de prisão em regime semiaberto por roubo e corrupção de menores. Mas fugiu antes de cumprir a pena por assalto em companhia de um adolescente no Centro de Governador Valadares.

Leia também: Brasileiro é condenado a nove anos de prisão por assalto em Massachusetts

Crime em Massachusetts

A investigação que desmantelou a gangue em Massachusetts e culminou na prisão de Melo começou em setembro de 2018 e envolveu uma força-tarefa entre as polícias locais, estadual e federal (FBI), além do Serviço de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE).

Segundo o inquérito, o PCM atuava desde 2017 e era chefiado por Marcio Costa, conhecido como Marcinho ou Marcinn. O brasileiro de 28 anos, que morava em Malden, também responde por conspiração para cometer roubo, além de distribuição de drogas e tráfico de armas (Rico).