Congresso e Bolsonaro alinham discurso pelo teto de gastos

Os presidentes do Senado Federal, Davi Alcolumbre, da República, Jair Bolsonaro e da Câmara dos Deputados , Rodrigo Maia,durante declaração à imprensa na área externa do Palácio da Alvorada (Foto: EBC)

BRASÍLIA – Os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afinaram o discurso e, em declarações ao lado do presidente Jair Bolsonaro, reafirmaram compromisso com equilíbrio fiscal, teto de gastos e responsabilidade social para a retomada após a crise do coronavírus.

Segundo Alcolumbre, a ideia é “nivelar” as agendas política e econômica. Ele defendeu a construção de um consenso na sociedade em torno da reforma administrativa e do pacto federativo.

Maia, por sua vez, defendeu responsabilidade e qualidade no gasto público, reafirmou a importância do teto de gastos e alertou para a necessidade da votação da regulamentação dos seus gatilhos. Aproveitou para afirmar que a Câmara estará pronta para analisar a reforma administrativa, no momento em que o governo enviá-la.

Na MANCHETE USA, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por US$12.99 por um semestre de nossos boletins exclusivos.