Confiança do consumidor dos EUA supera expectativas em junho

WASHINGTON – A confiança do consumidor dos Estados Unidos aumentou mais do que o esperado em junho, fortalecendo a visão de que a contração econômica deve ter acabando, embora o aumento dos casos de Covid-19 ameacem a recuperação.

O Conference Board informou nesta terça-feira, 30,  que seu índice de confiança do consumidor subiu a 98,1 este mês de 85,9 em maio.

Economistas consultados pela reportagem previam alta a 91,8 em junho, ante leitura de 86,6 em maio informada anteriormente.

“Os consumidores estão menos pessimistas em relação às perspectivas de curto prazo, mas não prevêem uma melhora significativa na atividade econômica”, disse Lynn Franco, diretora sênior de indicadores econômicos do The Conference Board

“Diante de um caminho incerto e desigual para a recuperação e um possível ressurgimento do Covid-19, é muito cedo para dizer que os consumidores superaram a situação e estão prontos para começar a gastar em níveis pré-pandemia.”

A medida da pesquisa sobre a situação atual, baseada na avaliação dos consumidores sobre as atuais condições de negócios e mercado de trabalho, saltou para 86,2 neste mês, ante 68,4 em maio.

O índice de expectativas baseado nas perspectivas de curto prazo dos consumidores para renda, negócios e condições do mercado de trabalho subiu para 106,0, ante 97,6 em maio.

O percentual de consumidores que espera aumento na renda avançou para 15,1% neste mês, ante 14,6% em maio, e a proporção que antecipa queda caiu para 14,4%, de 15,4%.

Na MANCHETE USA, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por US$12.99 por um semestre de nossos boletins exclusivos.