Americano processa ICE após ser abordado em Boston

BOSTON – O norte-americano Ben Apreala vai processar o governo dos Estados Unidos após ser abordado por agentes do Serviço de Imigração e Controle de Alfândega  (ICE) durante a sua corrida matinal no suburbio de Boston na terça-feira (6).

O homem negro filmou parte da ação  no VFW Parkway, em West Roxbury,  quando dois oficiais brancos saíram de uma SUV à paisana e questionaram a sua identidade. Os agentes usavam badge e coletes do ICE.

Apreala se identificou, mas não portava documentos, e começou a filmar o incidente. Nesse momento, os agentes recuaram. O americano perguntou se podia seguir e recebeu a resposta positiva. Mas um dos agentes voltou a questioná-lo se ele tinha uma tatuagem no braço.

No vídeo (veja aqui), é possível ouvir Apreala dizer que se ele estava livre para ir, não iria mostrar o braço.

A agência confirmou a abordagem e disse que os agentes procuravam por um haitiano acusado de tráfico de drogas que já foi deportado e teria reentrado no país.

“Esse episódio revela sérios problemas em relação aos direitos civis e humanos. A ACLU vai representar Apreala e vamos investigar o incidente”, Rahsaan Hall, diretor do Programa de Justiça Racial da ACLU de Massachusetts.

O prefeito de Boston, Marty Walsh, condenou a ação do ICE e afirmou que na capital de Massachusetts não há espaço para violação dos direitos civis e discriminação racial.

A Câmara dos vereadores também exigiu uma investigação rígida.

Na MANCHETE USA, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por US$12.99 por um semestre de nossos boletins exclusivos.